PAPYRUS P46

PAPYRUS P46

 

 

PAPYRUS P46

 Papiro contendo a coleção das epístolas de Paulo. Especificamente, neste códice são os seguintes livros: Romanos, Hebreus, 1 e 2 Coríntios, Efésios, Gálatas, Filipenses, Colossenses, e 1 Tessalonicenses.

   Este papiro é geralmente datada entre os anos 180-200. No entanto, Kim propôs um novo namoro: neste especialista papiro seria o ano de 85.

    O papiro P46, juntamente com P45 e P47, são parte da chamada Chester Beatty coleção, que foi publicada entre 1933 e 1937. A publicação destes papiros foi um verdadeiro impacto internacional, o que levou a uma literatura abundante, tanto em relação ao seu paleografia, a crítica textual e antiguidade. Estes três códices de papiro, embora fragmentário, são valiosos porque fornecem um representante texto de 15 livros do Novo Testamento, cem anos mais velho do que os textos conhecidos até 1930.Embora existam grandes lacunas em textos, no entanto, quando comparado a outros manuscritos bíblicos é possível determinar que tipo de Igreja Nova Testamento cristão usado no Egito durante o terceiro século, pouco mais de um século após a morte dos apóstolos

    É enfatizar a importância do papiro P46 em relação às cartas de Paulo.

    É um papiro muito importantes. Contém muitas folhas. É um códice real, com a chamada “corpus paulinum”. Entre as cartas incluiu a Carta aos Hebreus. 

    O papiro P46 é composto por 86 folhas ligeiramente danificado contendo as epístolas de Paulo. Originalmente, acreditava que consistiu de 104 folhas. A seqüência é preservada livros Romanos, Hebreus, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filemom, Colossenses e 1 Tessalonicenses. A coleção original de livros deste codex talvez incluído 2 Tessalonicenses depois de 1 Tessalonicenses, mas parece que as epístolas pastorais estavam faltando.

Fonte: http://webs.ono.com/codices2004/pp46.htm

Acesso em 16/05/13